TODOS POR PERNAMBUCO DIGITAL

Menu
Voltar

CARTA ABERTA DOS ANALISTAS EM GESTÃO EDUCACIONAL

Renata Renata  •  2021-08-25  •    4 comentários

Código da proposta: PARTICIPAPE-2021-08-2267

CARTA ABERTA 

Data 25/08/2021

AO GOVERNADOR,SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO E PARLAMENTARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO

Nº 01/2021

Nós, Analistas em Gestão Educacional do estado de Pernambuco, lotados na Secretaria de Educação e Esportes(SEE), considerando o compromisso de Vossa excelência com a educação, pedimos em nome de toda categoria aqui representada, a revisão urgente da situação indigna remuneratória, que perpassa pela necessidade de correção emergencial imediata do nosso salário com remuneração compatível com cargo de Analista e nível superior na SEE/PE ou demais órgãos do estado, posterior criação de novo Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos(PCCV), com transparência na condução por canal público de participação de todos os analistas, assim como se possível, abertura de concurso público para cobrir as vacâncias no cargo.

O cargo, anteriormente denominado de Técnico Educacional,foi instituído pela Lei nº 12.642 de 15 de julho de 2004, o qual foi alterado posteriormente pela Lei Complementar nº 268 de 03 de abril de 2014 e passou a se chamar deAnalista em Gestão Educacional.

Cargo: Analista em Gestão Educacional (AGE)

Descrição Sumária

Cargo de nível superior da Secretaria de Educação e Esportes de Pernambuco(SEE) responsável por atividades de complexidade e responsabilidade elevadas, tais como: planejar, organizar, coordenar, controlar, assessorar, executar, apoiar, orientar, fiscalizar, dar pareceres, elaborar relatórios, planos, projetos, arbitragens, laudos, chefia intermediária, direção superior, obedecendo às especificidades e legislação de cada função por competência, além de acompanhar o desenvolvimento e a implementação das políticas públicas, no âmbito da Secretaria de Educação.

Admitidos através de concurso público com exigência de nível superior, diploma, registro no conselho de classe, provas de conhecimento e avaliação de títulos.  

Constam no cargo, advogados, contadores, jornalistas, psicólogos, pedagogos, bibliotecários, analistas de sistemas, administradores, nutricionistas, fonoaudiólogos, assistentes sociais, relações públicas, engenheiros e arquitetos.

Atualmente, o quantitativo de A.G.Es aproxima-se a 1.300 servidores, lotados na SEDE, gerencias regionais e demais instituições de ensino do estado de Pernambuco.  

Apesar da inquestionável participação do cargo na manutenção dos bons índices e resultados em favor da qualidade da educação de Pernambuco, este enfrenta, hámais de 10 anos, exaustiva batalha em relação à justavalorização na esfera remuneratória. 

Situação calamitosa na remuneração: atualmente os A.G.Esestão recebendo remuneração na SEDUC/PE muito abaixo do nível de escolaridade superior dos quadros desta, e inclusive menos que o nível médio, como se nível fundamental fossem.

NÍVEL ESCOLAR SUPERIOR

Salário de Analista em Gestão Educacional em 2008

R$: 1.272,00

NÍVEL ESCOLAR MÉDIO

Salário de Assistente Administrativo em 2008

R$ 415,00

NÍVEL ESCOLAR SUPERIOR

Salário de Professor 150h/a em 2008

R$762,00

NÍVEL ESCOLAR SUPERIOR

Salário de Professor 200h/a em 2008

R$ 1.016,00

Salário mínimo em 2008

R$ 415,00

Salário mínimo em 2008

R$ 415,00

Salário mínimo em 2008

R$ 415,00

Salário mínimo em

2008 

R$ 415,00

Salário de Analista em Gestão Educacional

em 2020

R$: 1.546,00

Salário de

Assistente Administrativo em 2020

R$ 3.214,00

Salário de

Professor 150h/a em 2020

R$2.164,00

Salário de

Professor 200h/a em 2020

R$ 2.886,00

Percentual de reajuste ao longo de 11 anos

27,5%

Percentual de reajuste ao longo de 11 anos

675%

Percentual de reajuste ao longo de 11 anos

184%

Percentual de reajuste ao longo de 11 anos

184%

 

Essa situação além de implicar diretamente na saúde financeira e demais esferas de bem-estar dos servidores ocupantes do cargo, tem promovido também desistência dessa carreira, causando vacâncias que ativam a urgência em concurso público sob risco de extinguir o cargo.

Diante da situação, reforçamos o pedido já exposto e paracom MÁXIMA URGÊNCIA (ainda este ano devido os impeditivos de 2022 por ser ano eleitoral)

1-Reajuste emergencial do salário no valor correspondente ao nível de escolaridade compatível com o cargo de ANALISTA E NÍVEL SUPERIOR na SEE/PE ou demais órgãos do estado.

2-Construção de novo plano de cargos, carreiras e vencimentos (PCCV) que possibilite o fluxo em prol de maior mobilidade e crescimento na carreira, remuneração digna, valorização e motivação profissional desejável.

3-Transparencia na condução através de um canal público que promova a participação dos analistas nas reuniões de construção desse novo PCCV.

4-Concurso público para suprir a vacância ocasionada pela desistência de vários analistas devido aos baixos salários.

 

Certos de que possamos contar com vosso apoio e participação nessa luta coletiva,

Atenciosamente,

Analistas em Gestão Educacional do Estado de Pernambuco (A.G.E)

Analista Renata A.A.Barros

email:psicou1000@gmail.com

 

Documentos (0)


Você precisa Entrar ou Inscrever para deixar um comentário
  • SELMA MARIA FERREIRA DE SOUZA
    SELMA MARIA FERREIRA DE SOUZA  • 2021-08-26 11:19:57

    Sou Analista Pedagoga e ratifico as informações contidas nesta Carta Aberta. Como afirma na Carta, entramos através de uma concurso público, recebendo um valor salarial. Más durante os últimos 10 anos, nossa categoria não tem um Plano de Carreira Salarial. Hoje recebemos com nível superior, muito menos que um Assistente Administrativo de Nível Médio. Por meio desta Carta, pedimos sensibilidade aos governantes, que olhem para as nossas reivindicações. Valorização profissional salarial. Agradeço a Atenção.

    Nenhuma resposta
  • Renata
    Renata  •  Autor  • 2021-08-26 02:35:16

    Nos analistas em gestão educacional queremos ganhar um salário digno com a nosso nível de escolaridade superior e conforme a média salarial dos analistas do estado de Pernambuco

    Nenhuma resposta
  • Sandy Roselle Moraes de Aquino
    Sandy Roselle Moraes de Aquino  • 2021-08-26 00:53:00

    Sou Analista Pedagoga e faço parte dessa categoria citada nessa Carta tão esclarecedora e verdadeira. É vergonhoso e desestimulante exercer essa função sem o mínimo de valorização financeira e profissional. Faço parte dessa luta e de todas as reivindicações aqui citadas. Finalmente a classe de Analistas está acordando para a nossa caótica situação, mas a hora é essa companheiros. Vamos à luta! Vamos esperançar!

    Nenhuma resposta
  • Pollyanna Freitas Batista Dantas
    Pollyanna Freitas Batista Dantas  • 2021-08-27 10:49:47

    Os Analistas estão na luta por uma remuneração justa e condizente com a importância e relevância, apoiando as escolas, os estudantes, a SEE no alcance de uma educação de qualidade. Damos diariamente nossa contribuição para que Pernambuco tenha o destaque que tem nacionalmente no ranking da educação.

    Nenhuma resposta
Esta proposta não tem notificações.